Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
Mãe Admiravél

16/05/2012

Sem tirar o mérito dos homens, mas as mulheres receberam de Deus o dom de gerarem uma vida. Durante nove meses elas carregam em seu ventre um ser até que este esteja pronto para vir ao mundo. Nem todas as crianças geradas vêem ao mundo como é do desejo de uma mãe, pois alguns apresentam problemas genéticos mas que nem por isso são deixados de serem amados por elas. Há crianças que vêem a óbito logo ao nascer  ou ainda quando pequenos para a tristeza de suas mães. Perdas irrepáraveis!

a
a
a

Mãe:
► Frágil ou forte;
► Sensível ou durona;
► Insegura ou confiante; etc.

Há um ditado que diz que quando uma mulher torna-se mãe, não terá mais sossego devido as preocupações que passará a ter:

>> Bebê: por ser indefeso, dependerá da mãe em tudo e caberá a ela ajudá-lo em seu desenvolvimento psiquico-motor;

>> Criança: ainda estará em fase de desenvolvimento mas já estará em processo de socialização, fase esta que muito angustia as mães (ainda querem seus filhos só para si);

>> Adolescentes: a grande maioria já são independentes emocionalmente e detestam que os pais demosntrem carinhos em frente aos seus amigos (isso é pagar mico);

>> Adultos solteiros: a preocupação gira em torno dos locais em que frequantam e as pessoas com quem andam. Podem até serem independentes financeiramente, mas as mães não deixarão de se preocupar com eles e ficarão acordadas até que os mesmos retornem ao lar;

>> Adultos casados: se preocupam se estão bem casados, ou seja, se fizeram um bom casamento e se caso este não der certo...o quarto de solteiro continuará disponível na casa dos pais;

Há mães que são imaturas e ou não tem condições para criarem seus filhos ou ainda estes são frutos de uma dor psíquica levando-as por desespero à abandoná-los. Não podemos realizar um pré julgamento.

Enfim mãe é mãe não importa onde. Mãe é tudo igual (ou quase): só muda o endereço.

O maior modelo de mãe que temos é Maria, a mãe de Jesus, que prontamente disse seu sim a Deus.

Nas Bodas de Caná, Maria mãe de Jesus, ao ver que faltaria vinho na festa, comentou ao filho que por sua vez havia-lhe dito que ainda não era chegada a sua hora e mesmo assim sua mãe tomando a iniciativa o levou a realizar o milagre. Obediência!

Pede a mãe que o filho atende!


Rejane de Fátima Travaioli
Psicóloga clínica

Voltar

 
| Política de privacidade © 2009 Paróquia São Sebastião. Todos os direitos reservados.