Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
Mundo encantado de fantasia

25/04/2011

Ao abrir um livro, seja para ler ou escutar alguém contar uma história, abre-se também os fluidos da imaginação. Os personagens, tem a fisionomia e caracteristica que os ouvintes e ou leitores, o idealizam, bem como o cenário onde se passa a história.É uma viagem ao mundo encantado criado por cada pessoa, conforme a sua própria imaginação.

Um livro é um passaporte para um universo de conhecimento dos mais variados assuntos.Passaporte este que não necessita passar por processos burocráticos e muito menos ter que ser renovado periodicamente.
Um livro nos proporciona inúmeros ganhos:

Conhecimento;

Aperfeiçoamento em nossa escrita;

Clareza ao fazer uma leitura;

Viagens sem custo financeiro, apenas a nível de conhecimento;

Etc.

Para uma criança que está aprendendo a ler e escrever é uma descoberta de um novo mundo.

Para um adulto que não teve oportunidade quando criança de aprender a ler e escrever será a glória de poder se sentir incluído numa sociedade cada vez mais letrada, pois agora sua assinatura não mais será o borrão de seu polegar mas sim a junção das letras que até então lhes eram totalmente desconhecidas e consequentemente poder viajar na literatura que até então lhe era impossível.

Para um adolescente é uma aquisição de conhecimento rumo ao seu futuro;

Para os já formados é o meio de continuar antenado no mundo;

Etc.

Infelizmente tudo seria ótimo se houvesse de fato interesse por parte da grande maioria das pessoas em querer conhecer coisas novas tendo como ferramenta um livro.

As pessoas tem preguiça de ler, e até para escrever e “ganhar tempo”, a escrita sai “abreviada”.Se pegarmos a redação de um aluno em fase de realizar um vestibular, notaremos o quanto é pobre de vocábulos o seu texto.

Tantos autores, livros de mais variados temas, tudo a disposição em bibliotecas ou a venda em livrarias e em sebos (lojas de livros usados, na maioria das vezes em ótimo estado e muito mais em conta), mas eles ficam lá comendo poeira nas prateleiras.

Cada livro proporciona um conhecimento diferente levando-nos a tecer a nossa própria rede de conhecimento.
As crianças estão se afastando também da leitura, quer dizer, leem sim: os livros da moda (Crepúsculo, Harry Potter, etc), mas até isso os jovens fogem, pois os livros da moda geralmente são adaptados para o cimema, e certamente é preferível assistir ao filme para assistir as cenas e sonhar com o ator/ atriz do que ler o livro e imaginar a história.

Para que uma criança passe a se interessar  pela leitura, o exemplo e incentivo deve vir de casa. Ainda que seja o livro da moda, se ao menos os jovens se proporem a ler... já é bom, pois a linguagem verbal do livro é diferente do transmitido visualmente.

Muitas pessoas até querem ter a sua “biblioteca” em casa, mas os preços dos livros não ajudam e mesmo sabendo que na biblioteca publica se terá acesso a inúmeros livros...a preguiça de ir e procurar um livro é tamanha que... deixa pra lá!

Raros são aqueles que ainda gostam de ler e imaginar os personagens e cenários conforme a sua vontade.Para estes..PARABÉNS!

Uma informação: no dia 18 de abril, comemora-se o dia do livro infantil.Sabe o porque desta data?Segundo informações, é a data natalícia de José Bento Monteiro Lobato, o criador do Sítio do Pica Pau Amarelo.

Rejane F. Travaioli
Psicóloga

Voltar

 
| Política de privacidade © 2009 Paróquia São Sebastião. Todos os direitos reservados.