Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
Carpe diem

14/08/2010

Energia vital! Você sabe o que é isso? É a vida que corre dentro de nós! É o desejo de viver intensamente todo o momento desta vida da qual somos personagens principais. O roteiro dessa história foi escrito por Deus, porém não o seguimos como deveríamos.

A vida deveria ser um poema em tempo real, onde todos pudessem viver em harmonia com tudo e com todos, mas infelizmente a nossa realidade é outra: não sabemos viver a vida. Vivemos estressados (as), preocupados (as), amargurados (as), etc.

Nos irritamos por que o salário é baixo; pela demora em filas de banco, supermercado e em outros estabelecimentos; achamos sempre que os problemas nossos são sempre os piores do que dos demais; ficamos sonhando com tudo aquilo que desejamos consumir; ficamos a desejar as conquistas alheias achando que eles não são merecedoras de tal conquista, etc.

A vida tem lá seus altos e baixos, mas e daí? Vai adiantar ficar se descabelando todo (a) por causa de um problema? Se for ter que esperar 5 horas para ser atendido em algum estabelecimento, paciência: vamos esperar! É injusto? Sim, mas vai adiantar ficar reclamando, ou pegar uma arma e sair atirando nas pessoas, etc? Devemos correr atrás de nossos direitos e principalmente cobrar dos nossos governantes, mas de forma coerente, sem perder a cabeça.

Enfrentar filas em bancos; irritar-se com o transito caótico; etc, de forma mais “zen” ninguém consegue, mas ficar um dia inteiro na porta do estádio para poder comprar o ingresso do tão sonhado show ou de uma partida de futebol em final de campeonato, etc, disso ninguém reclama, pelo contrário: encaram tudo com a maior naturalidade afinal vale tudo para conseguir o melhor lugar dentro do local. Isso é que é contradição!

Carpe diem: palavra que vem do latim e que significa desfrute, curta a vida, viva intensamente, etc. O momento é agora; é hoje e não amanhã, pois este, pertence a Deus.

Não sabemos o dia de amanhã, sendo assim por que ficar gastando nossa energia vital para com coisas que nada nos acrescentará? Pense nisso e tente mudar o seu jeito de pensar e agir. É difícil, mas tente e enquanto estiver na fila esperando para ser atendido (a), já que não terá outro jeito, leia um livro ou faça aquele casaco de tricô que está parado há tempos por “falta de tempo”, entre outras coisas. Só não vale ficar irritado.

Carpe diem para todos!

Rejane de Fátima Travaioli
Psicóloga clínica

Voltar

 
| Política de privacidade © 2009 Paróquia São Sebastião. Todos os direitos reservados.