Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
SOU GUERREIRO?

15/06/2010

Copa do mundo! Época que todos se voltam para o grande mundial que ocorre de 4 em 4 anos. A torcida pela conquista do campeonato é muito grande. O nosso país para com todos os afazeres para ficarmos grudados na frente da telinha aguardando ansiosamente por cada jogo. Aguardamos os gols e a vitória após os 90 minutos de bola rolando. O mundo todo já sabe que o nosso país é o país do futebol, afinal somos o país que mais vezes conquistou o mundial. Somos pentacampeões!

Ruas e estabelecimentos comerciais são devidamente decorados, o povo fica a festejar com cada vitória, a camisa verde e amarela é o traje a rigor da época, e quem não tiver a camisa oficial....vale improvisar pois o importante é estar vestido de verde e amarelo, ou seja, é folia que não acaba mais!São 24horas por dia falando dos jogos da copa do mundo. Todo mundo querendo montar o seu álbum de figurinhas dos jogadores de cada seleção participante, ou atualizando a tabela com os resultados dos jogos já realizados.

Diante dessa alegria toda, algo me intriga: um dos patrocinadores da seleção brasileira tem como produto no mercado algo que nada tem haver com o esporte: a cerveja. Os degustadores de uma “loira gelada” que me perdoem, mas o slogan “sou brahmeiro, sou guerreiro” nada tem haver com esporte. O fato de uma cervejaria ser uma das patrocinadoras do time não é o mais agravante, a questão é que fica equivocado ter os atletas fazendo a propaganda da mercadoria em questão.

Bebida alcoólica não combina com esportes. Todo atleta tem que ter (ao menos deve) uma vida regrada, voltada para boa alimentação, exercícios físicos, treinamentos e não fazer levantamento de copo. Não é bebendo cerveja que nos tornará “guerreiros”, que é o que insinua a propaganda.

De fato muitas pessoas tornam-se “guerreiros” após várias latinhas de cerveja, mas isso ocorre com aqueles que não tem coragem de fazer algo quando se encontra sóbrio, ou nos casos de uma fuga dos próprios problemas, onde os atos que cometem na maioria das vezes são realizados de forma impulsiva e sem ter muita consciência do que se está fazendo agindo assim com total irresponsabilidade.


Infelizmente como tudo gira em torno do dinheiro, os atletas tem que realizar a propaganda em cadeia nacional de seus patrocinadores. Faz parte do contrato, afinal o atleta que está sendo patrocinado por uma determinada empresa (seja ela qual for) tem que mostrar e convencer o público que o assiste de que faz uso daquele produto.

Rejane de Fátima Travaioli
Psicóloga Clínica

Voltar

 
| Política de privacidade © 2009 Paróquia São Sebastião. Todos os direitos reservados.